Medicina Intensiva

Área de Concentração: Medicina Intensiva

Foco no desenvolvimento de estudos clínicos associados ao cuidado de pacientes graves.

Publicações Científicas

Linhas de Pesquisa

Sepse e Inflamação Sistêmica: Estudos da epidemiologia, identificação de biomarcadores para o diagnóstico e prognóstico de pacientes com sepse. Estabelecimento dos mecanismos fisiopatológicos chaves da interação entre inflamação e metabolismo como determinantes de disfunções orgânicas. Foco em: Sepse, dengue, pneumonia e Influenza.

Lesão Pulmonar Aguda e Ventilação Mecânica: Identificação dos fatores de risco e mecanismos fisiopatológicos envolvidos na LPA. Desenvolvimento de novas tecnologias ventilatórias e estratégias para pacientes com lesão pulmonar aguda e SDRA. Desenvolvimento de técnicas de imagem para avaliação de pacientes com LPA.

Prognóstico de pacientes gravemente enfermos: Avaliação de fatores e índices de prognóstico. Foco em: Pacientes com câncer em UTI; Qualidade de vida; Melhoria de qualidade assistencial e protocolos.

Disfunção Cognitiva em UTI: Epidemiologia, mecanismos e impacto de longo prazo. 

As linhas de pesquisa da área de Medicina Intensiva têm suporte e financiamento parcial do CNPQ, FAPERJ e fundos do departamento no IDOR.

A linha de pesquisa de disfunção cognitiva na UTI é co-financiada por grants educacionais e de pesquisa irrestritos da Hospira.

 
 

Fernando Augusto Bozza MD, PhD

Coordenador de Pesquisa em Medicina Intensiva do IDOR

Jorge Ibrain Figueira Salluh MD, PhD

Coordenador Geral de Ensino do IDOR

Marcio Soares MD, PhD

Pesquisador

Fabrício Pamplona MD, PhD

Pesquisador
| Mais
 
Google+